Job viu Deus

Job 42:5 Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te veem os meus olhos.

Estas são palavras de um homem temente a Deus que passou por provações tremendas…

Job tinha ouvido e pelo que ouviu creu, confiou, confiança que fez dele um homem temente a Deus…

Cada um de um de nós já creu pelo que ouviu e nesta fé vivemos para honrarmos a Deus…

Mas Deus não quis que Job ficasse pelo ouvir, também quis que ele VISSE… e Job VIU…

Deus também não quer que fiquemos pelo ouvir, também quer que vejamos à semelhança de Job…

O que Job precisou para VER é o que cada um de nós precisa para ver… (ler Job 42.1-6)

Então, respondeu Job ao SENHOR e disse:

Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido.

Quem é aquele, dizes tu, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso, falei do que não entendia; coisas que para mim eram maravilhosíssimas, e que eu não compreendia.

Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu ensina-me.

Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos.

Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza.

 Job não VIA porque não tinha conhecimento prático e sem conhecimento não podia entender, não podia compreender por experiência…

… não podia dizer como Paulo: eu sei em quem tenho crido… eu sei, com olhos de ver, porque VI, 2Tm 1.12

Pedro andou com O Senhor Jesus, mas para ver Deus teve de presenciar aquela pescaria milagrosa que o deixou sem palavras…, Lc 5.8

Job foi um crente exemplar, com um muito bom testemunho,

Job 1:1 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Job; e este era homem sincero, recto e temente a Deus; e desviava-se do mal.

 Um crente que se alimentava da Palavra de Deus,

Job 23:12 Do preceito de seus lábios nunca me apartei e as palavras da sua boca prezei mais do que o meu alimento.

 Fiel, mesmo na adversidade,

Job 1:21 e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR.

MAS, quando experimentou o sofrimento foi dominado pelo queixume,

Job 10:1 A minha alma tem tédio de minha vida; darei livre curso à minha queixa, falarei na amargura da minha alma.

Pelas dúvidas,

Job 21:7 Por que razão vivem os ímpios, envelhecem, e ainda se esforçam em poder?

 Pela argumentação,

Job 23:3 Ah! Se eu soubesse que o poderia achar! Então me chegaria ao seu tribunal.

Job 23:4 Com boa ordem exporia ante ele a minha causa e a minha boca encheria de argumentos

Job não entendia o porque de toda aquela provação, mas sem saber Deus estava a “abrir-lhe os olhos” do entendimento para que O pudesse ver…

A certa altura Deus coloca um ponto final em toda aquela provação questionando Job,

Job 38:2 Quem é este que escurece o conselho com palavras sem conhecimento?

Quem és tu Job? Quem pensas que és? Qual é a tua importância? Onde está a tua sabedoria? Onde estão as tuas obras?

Job precisava de toda aquela provação para perceber a sua fragilidade, fraqueza, medos, indignação, condição, contradições…

Paulo precisou de ser provado para perceber que quando estava fraco era forte, 2Co 12.10

Aos olhos de Deus, Job enquanto ouvinte era temente, andava bem, mas quando abria a boca falava do que não entendia, porque falava sem experiência, era como se fosse um cego a falar das cores do arco-íris…

Só depois de passar por toda aquela provação e experimentar na pele os terrores do sofrimento, Job entendeu quem de facto era,

 Job 40:4 Eis que sou vil [desprezível, insignificante…]; que te responderia eu? A minha mão ponho na minha boca.

Quando Job na miséria é confrontado com o poder e sabedoria do Seu Criador ele compreendeu que não passava de pó e cinza,

Job 42:6 Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza.

Foi na provação que Job entendeu quem de facto era e quem era O Seu Criador através das suas obras maravilhosíssimas, as quais deixaram de ser apenas objeto de admiração para agora poder admira-las com conhecimento de causa…

Deus mostrou-lhe (cap.38-41) como era calculista, exigente, cuidadoso, divertido, caprichoso, sentimental… e por fim mostrou-lhe como era misericordioso e abençoador para com todos aqueles que o amam.

Job à semelhança de Paulo agora podia dizer: eu sei em quem tenho crido.

Job 42:5 Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te veem os meus olhos.

 

MD

Fé morta

A fé morta, isto é, a fé sem obras, é a fé daqueles que ainda estão mortos em ofensas e pecados,2 fé que adquiriram entendendo a criação3 e/ou pelo ouvir as Escrituras.4 É esta fé morta, sem obras que permite que Deus na Sua misericórdia,5 nos justifique, reconcilie e Vivifique no sangue de Cristo,6 sem o qual não era possível a remoção do pecado.7

Vivificados, a nossa fé é uma fé Viva, pois somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.8 Se “estamos” Vivificados e a nossa fé é morta o nosso testemunho não é perfeito.9

”Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna” Romanos 6.22

1 Tiago 2.17; 2 Efésios 2.1; 3 Romanos 1.20; 4 Romanos 10.17; 5 Tito 3.5; 6 Romanos 3.24-26; 7 Hebreus 9.22; 8 Efésios 2.10; 9 Tiago 2.22

MD